Developed by JoomVision.com
banner
banner
banner
banner

PLENÁRIA DEFINE REIVINDICAÇÕES DOS SERVIDORES DO INCRA E MDA A SER APRESENTADA AO GOVERNO EM 2014

Entre as decisões tomadas durante a Plenária Nacional da Cnasi e Assemda – realizada em Brasília, no dia 21 de março de 2014 -, estão a realização de concurso para 4 mil servidores, combate à...

Leia mais...

SERVIDORES PROMETEM GUERRA POR REAJUSTES

O funcionalismo promete entrar em guerra com o Palácio do Planalto em 2015. Seja quem for o eleito, a Presidência da República terá de enfrentar servidores federais furiosos com a perda de renda imposta...

Leia mais...

BALANÇO 2013 - OS DESCAMINHOS DA REFORMA AGRÁRIA

O Estado brasileiro, por mais um ano, transformou os sonhos do Sem Terra e dos povos do campo em pesadelo. 2013 conseguiu ser ainda pior do que o ano anterior, que já registrava um dos piores índices...

Leia mais...

ELEITA E EMPOSSADA A NOVA DIRETORIA DA CNASI PARA O TRIÊNIO 2013 / 2016

No dia 7 de junho de 2013, durante a Assembleia Geral Extraordinária da Cnasi, foi eleita e empossada a nova diretoria da Confederação para o triênio 2013 / 2016. A chapa vencedora foi a “SAUDAÇÕES...

Leia mais...

PLANEJAMENTO DESCONSIDERA ACORDOS PENDENTES E DIZ QUE NÃO ATENDERÁ ITENS REIVINDICADOS NA CAMPANHA SALARIAL 2014 DOS FEDERAIS - CONDSEF

O Ministério do Planejamento formalizou em documento respostas à pauta da Campanha Salarial 2014 dos servidores federais. Em audiência pública realizada nesta terça-feira (15/4), na Câmara dos Deputados, o secretário de Relações do Trabalho, Sérgio Mendonça, reforçou que o governo considera que está cumprindo os acordos firmados com diversas categorias, ainda que cláusulas permaneçam estagnadas. Para a Condsef um exemplo claro está no termo de acordo número 11 que assegura negociação para discutir itens urgentes da pauta dos servidores do Executivo. No entanto, desde agosto de 2012, quando da assinatura do termo, nenhum avanço significativo foi alcançado em direção ao acordado. Na audiência também foi ponderada a necessidade de antecipação da parcela de reajuste prevista para 2015; um pleito justo baseado em estudo feito pela subseção do Dieese na Condsef que mostra que a previsão da inflação superou o que o governo previa para o período. Nem o reajuste de benefícios para o Executivo, como o auxílio-alimentação, sinalizado inicialmente como possibilidade, está sendo considerado pelo governo.

 

PLANEJAMENTO SEGUE SEM FORMALIZAR RESPOSTAS À PAUTA DOS FEDERAIS. PARALISAÇÃO OCORRE NO DIA 8 DE ABRIL- CONDSEF

O Ministério do Planejamento voltou a descumprir a palavra dada às 31 entidades que compõem o fórum em defesa dos servidores e serviços públicos. Em reunião no último dia 19, conseguida depois de mais uma atividade de pressão que unificou servidores de diversas categorias, o secretário de Relações do Trabalho, Sérgio Mendonça, havia se comprometido a apresentar resposta formal à pauta dos federais até o final deste mês. Esta é a segunda vez que o compromisso assumido não se cumpre. Frente ao cenário de descaso e impossibilidade de diálogo sem que haja pressão, os servidores precisam reforçar a mobilização se quiserem ver avanços em suas demandas mais urgentes. Na mesma reunião, Mendonça sinalizou verbalmente que dentre as demandas colocadas há uma possibilidade de abertura de diálogo sobre reajuste em benefícios como auxílio-alimentação, creche, saúde suplementar entre outros.

 

PLENÁRIA DEFINE REIVINDICAÇÕES DOS SERVIDORES DO INCRA E MDA A SER APRESENTADA AO GOVERNO EM 2014

Entre as decisões tomadas durante a Plenária Nacional da Cnasi e Assemda – realizada em Brasília, no dia 21 de março de 2014 -, IMG 20140321 151216 866 2estão a realização de concurso para 4 mil servidores, combate à terceirização, criações de gratificações (GT, RT e Localidade – Amazônia legal e Faixa de Fronteira) e equiparação remunerativa com órgãos assemelhados, como forma de melhorar os padrões no Incra e MDA.

   

Blogs das Regionais

Últimas das Regionais

Developed by JoomVision.com
  • Os servidores do Incra em Tocantins participaram no início do mês de abril de 2013, na capital Palmas, de reunião na qual se tratou temas de interesse da categoria no estado. Entre os temas estavam: Plenária Setorial do Incra;  Plano  Estratégico  de  Lutas;  Parecer  da  CGU/TO sobre aposentadoria; Plenária Nacional da CONDSEF; encaminhamento dos PADs e casos de assédio moral.
    Confira AQUI a íntegra da reportagem, que foi publicada em destaque no Portal da Cnasi.
    Leia mais...
  • Um produtor rural de Campo Grande, MS, que estava nesta terça-feira (19/06) na sede do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) disse estar apreensivo com a greve do instituto. O homem que preferiu não se identificar - ele disse ter receio do processo demorar ainda mais - contou que os trabalhos no órgão são demorados e a greve deve acentuar ainda mais a morosidade. “Quando não está de greve já não sai, você calcula agora”, questionou.

     

    O produtor disse que há mais de um ano tenta o desmembramento de uma terra da família. Ele explicou que o pai, já idoso (82 anos), está doando a terra em vida aos filhos. Mas, apesar do georreferenciamento estar pronto o desmembramento está enrolado. “Tínhamos preferência para resolver isso, meu pai já é idoso, o Estatuto protege, mas até agora nada”.

     

    Acesse a íntegra da reportagem no link abaixo:

    http://www.midiamax.com/noticias/803266-greve+incra+ms+preocupa+produtores+esperam+analises+processos.html

     

    Fonte: Mídia Max

    Leia mais...
  • Os servidores do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) no Paraná entram em greve por tempo indeterminado a partir desta segunda-feira (18), em adesão à mobilização nacional convocada pela Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef). A decisão pela greve é conseqüência de tentativas fracassadas de negociação com o Ministério do Planejamento, Orçamento ePR_DSC01431_2Gestão (MPOG) para reestruturação das carreiras, melhorias salariais e das condições de serviço e recomposição da força de trabalho.

     

    Durante a greve, os servidores vão levar aos movimentos sociais, lideranças políticas e para a sociedade civil, a Carta Denúncia “Sucateamento dos órgãos agrários ameaça a soberania ambiental, territorial e alimentar brasileira”. O documento foi elaborado pelas três entidades que representam os servidores do Incra e do Ministério do Desenvolvimento Agrário (Associação Nacional dos Servidores do MDA – ASSEMDA, Associação Nacional dos Engenheiros Agrônomos do INCRA – ASSINAGRO e Confederação Nacional das Associações dos Servidores do INCRA – CNASI).

     

    Acesse a íntegra da reportagem no link abaixo:

    http://www.bemparana.com.br/noticia/219867/servidores-do-incra-no-parana-cruzam-os-bracos-a-partir-desta-segunda-feira

     

    Fonte: Bem Paraná

    Leia mais...
  • Em assembleia realizada na manhã de segunda-feira (18/06), os servidores do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) do Maranhão decidiram iniciar greve por tempo indeterminado. A decisão foi tomada pela categoria reunida na sede estadual do órgão, no bairro Anil, quando era prevista a paralisação de apenas um dia, seguindo o calendário nacional de indicativo de greve unificada por servidores de diversas instituições federais. Também paralisaram as atividades, durante a segunda-feira, funcionários do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), do Ministério da Saúde (MS) e da Fundação Nacional de Saúde (Funasa).

     

    De acordo com a vice-presidente da Associação dos Servidores do Incra (Assincra), Hulda Rocha e Silva, os principais problemas enfrentados pela categoria são a insuficiência de pessoal, além de recursos financeiros e estruturais voltados à implementação de políticas de reforma agrária em todo o país. “A reforma agrária não é prioridade do governo federal”, disse ela, destacando que o discurso oficial de combate à miséria e à fome não se realiza na prática justamente por essas condições insuficientes, sendo necessários a realização de concurso para a admissão de mais pessoal e o aumento de investimentos.

     

    Acesse a íntegra da reportagem no link abaixo:

    http://www.oimparcial.com.br/app/noticia/urbano/2012/06/19/interna_urbano,117491/servidores-do-incra-iniciam-greve-por-tempo-indeterminado.shtml

     

    Fonte: O Imparcial

    Leia mais...
  • A greve dos cerca de 300 servidores do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA), marcada para ter início nesta quinta-feira (21/06) não ameaça a retirada das mais de 220 famílias do Movimento Sem Terra (MST) que se encontram acampadas há três dias na BR 364 nas proximidades de Cáceres (a 225 km de Cuiabá).

     

    De acordo com José Vieira, representante do MST, a paralisação dos servidores não implicará na cessão das atividades realizadas pelo movimento. Para ele, a luta dos servidores do Incra é tão legítima quanto a deles e por isso, deve ser respeitada. Mas isso não significa que o MST abandonará o desbloqueio, mesmo que as reivindicações solicitadas demorem a ser atendidas, em decorrência da greve.

     

    Acesse a íntegra da reportagem no link abaixo:

    http://www.cenariomt.com.br/noticia.asp?cod=206696&codDep=3

     

    Fonte: Cenário MT

    Leia mais...

Links Úteis

sindsepdfasseraincracutfassincracnasi_lutas