INFORMATIVO "VAMOS À LUTA" É FERRAMENTA DE COMUNICAÇÃO EM DEFESA DOS SERVIDORES DO INCRA

Imprimir

Dom, 07 de Junho de 2020 13:06

Como forma de ampliar a interação, o contato e comunicação entre os servidores, as entidades representativas no Incra e de demais órgãos públicos a Diretoria da CNASI-AN veicula desde 2017 o Informativo "VAMOS À LUTA".

 

A ideia é materializar em arquivo um arquivo por edição, em formato de revista em PDF, os principais temas e conteúdos em defesa da categoria, bem como daqueles que possam vir a trazer prejuízos aos servidores, os órgãos e políticas públicas executadas por eles. Neste formato, os conteúdos podem ser repassados por meio eletrônico em bloco, podem ser impressos e arquivados para posterior leitura, consulta, etc.

 

Abaixo se pode consultar todas as edições do Informativo "VAMOS À LUTA".

- Edição 1, de agosto de 2017

A edição traz já na capa um chamado para a categoria participar da greve / mobilização em defesa das reivindicações dos servidores públicos. O Informativo traz análises sobre o Ajuste Fiscal e retirada de direitos dos trabalhadores. Também faz análise sobre assédios no Incra e ataques do agronegócio aos quilombolas e públicos atendidos pela autarquia. 

 

- Edição 2, de setembro de 2017

Na segunda edição do VAMOS À LUTA é feito destaque a mobilização de 14 de setembro de 2017, em defesa das reivindicações dos servidores públicos e dos direitos dos trabalhadores de forma geral. É feito recorte histórico sobre redução do Estado e prejuízos aos trabalhadores, os cortes no Incra, os ataques à Previdência Social em alguns governos. Há ainda espaço para informes da Associações de servidores do Incra.

 

- Edição 3, de Dezembro de 2017
A terceira edição do Informativo da CNASI-AN "VAMOS À LUTA" foi divulgada pela entidade como forma de denunciar os objetivos explícitos do Governo em retirar do Serviço Público os servidores que não seguem "cartilha de chefe". Isso, porque é denunciado que o Projeto de Lei (o PLS 116/2017) que trata da demissão de servidor por insuficiência de desempenho é mais um ataque aos trabalhadores do Estado, principalmente os que contestam gestores desqualificados e mal intencionados. Em linhas gerais, o Projeto prevê a demissão do servidor (federal, estadual ou municipal) estável que atinja conceito "N – Não atendimento" (menos de 30%) em quatro avaliações consecutivas ou que atinja, ao final de 10 avaliações, cinco conceitos "N" ou "P – Atendimento Parcial" (menos de 50%) intercalados.

 

 

- Edição 000, de

A CNASI-ASSOCIAÇÃO NACIONAL inicia suas atividades de 2020 com a divulgação de duas edições do informativo VAMOS À LUTA, abordando os impactos da Reforma Administrativa para os servidores públicos, bem como fazendo um balanço dos debates que realizou nos estados durante o ano de 2019.

Na edição sobre os debates promovidos pela CNASI-AN (em parceria com associações de servidores do Incra e sindicatos federais – entre outras entidades) é feito uma explanação geral das atividades, bem como se apresenta as principais decisões tomadas nos eventos.

Confira AQUI a edição com balanço dos debates.

Já os impactos da Reforma Administrativa para os servidores públicos, destacadamente os profissionais do Incra, são abordados em edição extra do informativo do mês de janeiro de 2020. Nela, a CNASI-AN apresenta informações, dados, números e avaliações gerais sobre a temática e a implicação aos trabalhadores do Brasil, especialmente os servidores.

Acesse AQUI a edição extra sobre Reforma Administrativa.

 

Fonte: CNASI-AN