Qui, 23 de Julho de 2015 19:30

SERVIDORES DO INCRA DECLARAM GREVE EM MARABÁ EM 10 DE JULHO DE 2015

Escrito por  Associação dos Servidores da Reforma Agrária no Sul do Pará
Classifique este artigo
(0 votos)

Os servidores do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) de Marabá, no sudeste paraense, declararam greve no dia 10 de julho de 2015. Dentre as principais reivindicações dos trabalhadores estão a reposição salarial imediata de 27%, melhorias nas condições de trabalho e concurso público.

 

De acordo com o servidor Manoel Pereira, as manifestações dos servidores já vêm ocorrendo há algum tempo. A proposta do governo de reposição salarial de 21,3% dividida em quatro anos - de 2016 a 2019 - foi considerada indecorosa e recusada pelo Sindicato dos Servidores Públicos FederaisMaraba greve 10.7.2015 destaque-336679-incra2 do Pará (Sindsep).

 

Em contrapartida, o Sindsep decidiu, em assembleia no decorrer desta semana, pela greve a partir daquela data. "Isso não satisfez o desejo dos trabalhadores que queriam pelo menos a reposição inflacionária de 27% em no máximo duas vezes. Como o governo insistiu na sua decisão, a gente resolveu entrar em greve para ver se conseguimos sensibilizar o governo nesse sentido", afirma Manoel Pereira.

 

Segundo Bento Ferreira da Silva, filiado ao Sindicato dos Servidores Públicos Federais, a reivindicações são "infraestrutura nos órgãos, melhorias salariais, nas gratificações, na aposentadoria e na saúde dos servidores, pra que se possa ter uma resposta positiva na sociedade".

 

Já a paridade e integralidade entre ativos, aposentados e pensionistas, recomposição e equiparação salarial com os demais órgãos, reestruturação urgente das carreiras e definição de data base (1º de maio) são outras pautas.

 

Fonte: Diário Online

Última modificação em Qui, 23 de Julho de 2015 19:36

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Blogs das Regionais

Links Úteis

sindsepdfasseraincracutfassincracnasi_lutas