Qui, 23 de Julho de 2015 17:24

SERVIDORES EM GREVE EM BELÉM PROMOVEM DEBATE SOBRE A REFORMA AGRÁRIA NA AMAZÔNIA

Escrito por  Associação dos Servidores do Incra no Pará
Classifique este artigo
(0 votos)

Servidores do Incra em Belém/SR-01, em greve desde dia 10 de julho de 2015, realizaram na manhã desta quinta-feira (23/7), na capital do Pará, um debate com o Professor  Doutor  Girolamo Domenico Treccani, da UFPA (advogado e especialista em Direito Agrário), sobre o tema "O INCRA está fazendo a Reforma Agrária na Amazônia”

 

Treccani relatou no evento que os números do INCRA de assentados na Amazônia são em sua maioria reconhecimento de direitos de comunidades Belem debate reforma ag na amazonia2 23.7.2015tradicionais, como Resex, e Projetos Agroextrativistas e de Desenvolvimento Sustentável, fazendo a Regularização Fundiária dos mesmos.  O professor informou que a última desapropriação na SR-01 com criação de Projeto e assentamento de família foi em 2009 e na regional da SR-30 (Santarém-PA),  ocorreu em 2005.

 

Na apresentação aos servidores de Belém, para enriquecer o debate, Treccani informou que o INCRA relata oficialmente que assentou mais de 55 mil família nos últimos 14 anos. No entanto, somente 4.600 famílias foram assentadas realmente, realizando a Reforma Agrária na região.  A  diferença, segundo ele, foram  reconhecimento de Direitos do público de Resex e ribeirinhos de Projetos Agroextrativista a acessar ao PNRA (Programa Nacional de Reforma Agrária). O professo esclarece que não foram assentados realmente, visto que os mesmo já se encontravam em posse dos seus territórios. Com isso, a média de assentamento na SR-01 nos últimos 14 anos foi de um pouco mais de Belem debate reforma ag na amazonia 23.7.2015300 famílias por ano, pelos dados da Real Reforma Agrária.

 

Embora tenham sido convidados oficialmente a direção da SR-01 e os movimentos sociais infelizmente não apareceram para o debate. “No entanto, em agosto próximo vamos aprofundar o debate e convidar os mesmo, bem como a sociedade em geral para um seminário dos 45 anos do INCRA e desmascarar esses números de assentados da reforma agrária na Amazônia”, assegurou Ronaldo Coelho, presidente da Assincra/PA.

 

Repúdio

No evento houve ainda aprovação de moção de repúdio a Joaquim Rodrigues Filho (da Seção Sindical da Sede, em Brasília) e SINDSEP-DF porBelem debate reforma ag na amazonia4 23.7.2015 tentarem atrapalhar as negociações dos servidores do Incra com o Governo.

 

O dia foi finalizado com um almoço com charque e camarão regado a açaí, doados pelos ribeirinhos e extrativistas das ilhas de Belém reconhecidas pelo INCRA que são muito importante seu trabalho e suas atividades, mas que os mesmo não podem ser quantificados pelo governo como assentados da Reforma Agrária.

 

Santarém

Santarem entrega comunicado greve 23.7.2015Os servidores da Superintendência Regional do Incra  no Oeste do Pará, com sede em Santarém, entregaram na tarde desta quinta-feira (27/7), de forma oficial, o comunicado diretamente ao superintendente Luiz Bacellar Guerreiro Júnior, informando-o do início da greve na instituição, a partir do dia 27/7. A adesão ao movimento grevista no Incra em Santarém está muito alta, servindo de referência, juntamente com Belém e Marabá (também em greve), para todo o país.   

 

Fonte: Assincra/PA e Assincra Santarém

Última modificação em Qui, 23 de Julho de 2015 17:53

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Blogs das Regionais

Links Úteis

sindsepdfasseraincracutfassincracnasi_lutas